Login






Perdeu a palavra-passe?
Sem conta? Criar Conta!

News LusoRafting

Painball - Batalha das Ardenas

Cinco meses após o Dia D, a maioria dos soldados americanos acredita que o exército alemão foi derrotado. Infelizmente os seus inimigos não concordam. Para ganhar tempo para terminarem os revolucionários aviões a jacto, que lhes concederão domínio dos ares, os alemães lançam uma última e brutal ...

Painball - Batalha de Okinawa

A Batalha de Okinawa teve lugar na ilha de Okinawa, no arquipélago de Ryukyu, tendo sido o maior ataque anfíbio durante a campanha do Pacífico da Segunda Guerra Mundial. Foi a maior batalha marítimo-terrestre-aérea da história, ocorrendo de Abril a Junho de 1945. Nenhum dos lados imaginou que f...

Rafting +Alojamento +Jantar

O rafting é uma das actividades mais procuradas por grupos de pessoas que querem partilhar desafios e momentos de grande emoção nas águas bravas. Os participantes reúnem-se em embarcações designadas por rafts, com a capacidade para 8 remadores, são conduzidos pela voz experiente do seu guia e...

Rafting Low Cost Espiunca - Travanca

O rafting é uma das actividades mais procuradas por grupos de pessoas que querem partilhar desafios e momentos de grande emoção nas águas bravas. Os participantes reúnem-se em embarcações designadas por rafts (4 a 8 pessoas) ou canoarafts (2 pessoas), e são conduzidos pela voz experiente do seu...

Início
Rafting no Rio Paiva e Passeio no Douro em Lancha Rápida versão para impressão enviar por e-mail
Image

Agora oferecemos a possibilidade de fazer rafting até à foz do Paiva que desagua no Douro, junto à ilha do Outeiro. Logo que as águas do Paiva entram em acalmia você é surpreendido por um a lancha rápida de 2 motores de 200 HP, com 12 lugares onde se sentam montados para mais segurança e para aproveitarem ao máximo a velocidade que começa ainda entre as margens estreitas do Paiva e continua já no amplo rio Douro.

Descrição

O rafting é uma das actividades mais procuradas por grupos de pessoas que querem partilhar desafios e momentos de grande emoção nas águas bravas.
Os participantes reúnem-se em embarcações designadas por rafts, com a capacidade para 5 a 10 remadores, conduzidos pela voz experiente do seu guia e assim percorrem o leito de um rio de águas bravas vivendo alternadamente a emoção dos rápidos com a animação e as remadas dos planos.
Em Portugal as águas mais selvagens estão no rio Paiva e aqui também estamos nós há 14 anos para os conduzir por todos os percursos possíveis no rio Paiva optando sempre pelo percurso que mais se adequa ao grupo em causa. Desde a “garganta do Paiva” grau V+; passando pelo sector intermédio – classe IV e terminando no mais acessível – classe III.

Pode prolongar a sua descida de rafting até ao rio Douro, fazendo o percurso Espiunca – Travanca. Quando começa a entrar nas águas planas que unem o Paiva ao Douro terá à sua espera uma lancha rápida de 400 HP de 12 lugares para fazer uma passeio ao sabor de outras emoções.

Programa

  • 09h00 – Pequeno-almoço buffet
  • 10h30 – Inicia a actividade de rafting entre Espiunca – Rio Douro (foz)
  • 12h30 – Paragem na praia de Várzea para almoço volante
  • 15h00 – Chegada ao Douro onde têm um semi-rigido de 9,60 metros com dois motores de 200 HP, com 12 lugares onde as pessoas vão montadas com um suporte à frente para se apoiarem nas altas velocidades a partir das estreitas margens do rio Paiva e Douro
  • 16h30 – Regresso ao Hotel onde têm balneários com duches quentes e um lanche ajantarado.

Alojamento na Casa de S. Pedro – Hotel Rural com jantar regional.

O Programa inclui

  • Actividade de rafting
  • Tour de lancha rápida
  • Equipamento individual e colectivo
  • Seguro
  • Almoço volante
  •  Acompanhamento logístico e monitorização durante a actividade
  • Alojamento em quarto duplo de 1 noite e jantar

PreçosA partir de 135,00€

Sugestões para o jantar

  • Bife laminado com molho de pimenta
  • Polvo ou bacalhau ao lagareiro
  • Cabrito ou vitela assado no forno a lenha

Clique para fazer a Inscrição neste Programa



Image ImageImage


Indispensável

Sapatos que se possam molhar
O mais aconselhado são as ditas sapatilhas de neoprene, mas por vezes não há necessidade de as comprar de propósito. Desta forma, o nosso conselho são os famosos e resistentes Ténis de lona. As sandálias de rio não são nada aconselháveis porque, para além de não protegerem do frio e das eventuais pancadas, não facilitam o nadar em caso de necessidade.

Fato de banho e uma t-shirt
A maioria das empresas em Portugal fornecem os fatos de neoprene para a descida. O mais aconselhado para se usar por baixo do fato de neoperene é um fato de banho e uma t-shirt, pois estes protegem do roçar constante do fato, que por vezes se torna bastante desconfortável ao remar e ao movimentarmo-nos.

Uma muda de roupa seca
É essencial que no final da descida se tenha à nossa espera uma muda de roupa seca, toalha, um par de sapatos secos e um agasalho.


 
< Artigo anterior   Artigo seguinte >